quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Black & White

Hauhauhauha, valeu Amélia!

Pois é, não tenho a menor prática quando o assunto é cor.

Por isso hoje vou mais alguns concepts - até de personagens já mostrados - mas em preto e branco, como é do meu gosto e das pessoas que visitam tanto meu blog como meu deviant.













Até!

5 comentários:

Amelia disse...

Meu preferido foi o Dresden :). Cara, mas vc deu um salto muito grande de uns tempos pra cá! E, como sempre, seus chara designs estão excelentes! Gostei da personalidade nas poses deles, bem gestual :)

Alisson Borges disse...

Valeu Amelia!

Essa evolução a gente nem costuma notar, já que ela acontece mesmo com o bloquinho de rascunho na cabeceira da cama, antes de dormir +_- hehehe.

Só quando vc pega trabalhos antigos e compara que percebe que melhorou um pouquinho...

Ah, some não :)
Abraço!

Amelia disse...

Oi, Borges!
Sobre a pergutna de registrar histórias que você fez lá no meu site, eu preferi responder aqui porque achei que seria melhor para você :).

É bom você registrar sua história pela Biblioteca Nacional. Você descreve história, personagens (desenhos não são necessários, apenas descrição e um simples histórico), imprime e, necessariamente, deve ter espiral e folha de proteção na frente. Todas as folhas devem estar assinadas (ou rubricadas). Depois disso, procure alguma biblioteca pública em sua cidade que represente os serviços da Biblioteca Nacional (é só perguntar pra eles se eles têm departamento para registrar trabalhos de autor). Você pode procurar a própria Bliblioteca NAcional no Rio de Janeiro ou pelo site dela (que é uma droga e nunca tá descrito nada por lá :P, mas pelo menos vc pode pegar o telefone para ligar pra lá e perguntar).

Como eu fiz tudo por uma Biblioteca pública em Brasília, eu não sei como é o procedimento do Rio, mas sei que você tem que levar cópias de documentos como Carteira de identidade, CPF, comprovante de residência e preencher um relatório que eles fornecem no escritório onde você for registrar (esse formulário serve pra você especificar a natureza do que está registrando, se é música, livro etc).

Há outras duas formas de registro. Tenta convencer o cara do cartório onde você reconhece firma aceitar registrar em seu nome.

A outra forma é você imprimir todo o material exatamente como vai registrar ou gravar um DVD e enviar pelo correio para você mesmo. Quando receber, guarde lacrado contigo. Se precisar entrar numa batalha judicial, leve o pacote lacrado que serve como prova (essa forma é garantida também para disputas no exterior. O problema que se houver uma disputa no exterior,vc tem que IR até lá :P ou ter um advogado que represente...).

Bom, acho que é só isso. Qualquer dúvida, é só falar. Tenho várias outras pessoas pra perguntar :)

até mais!

Alisson Borges disse...

Que trabalheira, hehehe! XD

Valeu pela atenção Amélia! =3

Bem, acho que uma boa maneira de garantir os direitos sobre obra pode ser o envio do envelope lacrado para si mesmo. Alguns dvds com os arquivos em seu nome também deve funcionar, já que todo arquivo tanto de texto como imagem grava sua data de criação.

Não sei se existe tanto plágio atualmente, mas sei que muitos autores costumam chupar muita coisa de séries que acertam em um ponto ou outro.

mais uma vez, obrigado ^^
até mais!

raul ^^ disse...

cara, adorei o seu trabalho, espero um dia desenhar assim ^^.
queria que vc desse uma olhada no meu tambem. www.rauldouglas.blogspot.com
abraço.